12 de março de 2019
Embarcação de startup holandesa é a primeira a utilizar alumínio reciclado, a liga 75R da Hydro

A Vaan é uma startup holandesa que se propõe a criar embarcações de luxo sustentáveis. E ela apresentou, no último mês de fevereiro, a sua primeira criação, o Vaan R4, catamaran de 42 pés (12,8 metros) e quase que inteiramente feito de materiais circulares, incluindo alumínio reciclado, cortiça e alternativas naturais ao couro, baseadas em fibras de plantas.

Vaan R4

É a primeira vez que uma embarcação utiliza alumínio reciclado e, para o seu fornecimentofoi celebrada uma parceria exclusiva com a Hydro. Uma das ligas principais utilizadas no Vaan R4 é a 75R, com conteúdo de, no mínimo, 75% de metal reciclado – é a primeira vez que a liga é utilizada em uma embarcação. Já o casco contém mais de 50% de obtido a partir de janelas, placas de trânsito e de automóveis, dentre outras fontes.

“Um dos maiores desafios da indústria hoje é que muitos dos produtos projetados e produzidos são muito difíceis ou caros de desmontar e reciclar quando não estão mais em uso. Temos orgulho de trabalhar com uma empresa visionária para enfrentar esses desafios e contribuir para o nascimento do Vaan R4, o primeiro iate reciclável, construído com nossa liga reciclada 75R”
Marijn Rietveld, diretor de indústria naval e offshore da Hydro.

Segundo a Vaan, todos os anos, 80 mil barcos são descartados, em seu fim de ciclo de vida, apenas na Europa. Desses, apenas 2 mil são desmontados e tem seu material enviado para reciclagem. O restantes é queimado em incineradores, causando grandes emissões de CO2.

Vaan R4

Para aumentar a taxa global de reciclagem do alumínio, mais produtos precisam ser desenhados com uma perspectiva completa de ciclo de vida, a partir de seu projeto. Segundo a Vaan, trata-se de uma abordagem inteiramente nova na indústria náutica de lazer, totalmente orientada para o futuro.

“É tradicional que, na indústria naval, a sustentabilidade não seja uma das prioridades. Por isso nós queríamos produzir um iate de luxo sem impacto negativo no meio ambiente. O prazer de navegar precisa se tornar mais sustentável rapidamente”, diz Igor Kluin, fundador da empresa. “E não há razão para isso. Ao olhar os materiais e o design de uma maneira diferente e inovadora, você pode até mesmo fazer um barco circular. É apenas uma questão de escolha.”

Leia também:
– Feadship apresenta o Najiba, superiate de alumínio
– Solar Impact mostra conceito de iate movido a energia do Sol
– Maior iate em alumínio do mundo ganha forma
– O alumínio nas águas

Vaan R4 é um catamaran de alumínio inteiramente sustentável

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *