3 de outubro de 2018
Honda também reclama de perdas e consultoria prevê queda na venda de veículos e perda de postos de trabalho

Por Marcio Ishikawa |

O CEO da Ford, Jim Hackett, afirmou que a tarifa de importação imposta pela administração Trump para o alumínio e o aço representam vão custar cerca de 1 bilhão de dólares de lucro para a companhia. A declaração foi dada no último dia 26 de setembro, no Bloomberg Global Business Forum, evento realizado em Nova York.

Tarifa de Trump

“Da perspectiva da Ford, as tarifas sobre metais vão reduzir nosso lucro em aproximadamente 1 bilhão de dólares”, disse Hackett sobre a tarifa de Trump. “A ironia disso tudo é que nós utilizamos a maior parte do aço e alumínio de fornecedores internos. Mas, se isso for muito mais adiante, vai causar muito mais problemas.

O executivo refere-se à tarifação de 10% no alumínio e 25% no aço importado de alguns países em março – que incluiu Canadá, México e a União Européia em junho. Apesar da maior parte do alumínio e aço não serem importados, ele afirma que as tarifas levaram a um aumento geral  em todas as demais commodities. O valor a que Hacket se refere diz respeito à previsão da Ford relativas à 2018 e 2019.

O principal executivo da Ford já havia se manifestado a respeito do assunto em um evento comemorativo pela produção do Mustang de número 10 milhões. “A escalada do preço do alumínio e do aço é realmente significante”, disse na ocasião sobre a tarifa de Trump. “É algo que coloca muita pressão em nossos custos”. Recentemente a Ford já havia anunciado uma queda no lucro do segundo trimestre, comparado com o primeiro, de quase 50%.

A Honda foi outra fabricante que já anunciou perda de centenas de milhões de dólares por conta do aumento dos custos por conta das tarifas de Trump – apesar de, assim como a Ford, usar quase que exclusivamente fornecedores domésticos de alumínio e aço. A fabricante de origem japonesa, inclusive, já afirma que será impossível deixar de repassar esse aumento de custo ao preço final dos automóveis.

E um aumento no preço dos veículos no território americano é o que a IHS Markit prevê, com o valor médio aumentando entre 1800 e 5700 dólares nos modelos zero-quilômetro. O estudo da consultoria, ainda, prevê que isso deve provocar uma queda nas vendas de veículos e, por consequência, gerar a perda de 300 mil empregos nos Estados Unidos.

Leia também:
– Com F-150 em alumínio, Ford pode ser menos afetada por tarifas de Trump

Tarifa de Trump sobre alumínio e aço vão custar US$ 1 bilhão para Ford, diz CEO
Tags: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *