29 de outubro de 2018
Embarcação de alumínio usa luz solar como fonte primária de energia

A Solar Impact Yachts, startup com sede em Zurique, na Suiça, apresentou as primeiras imagens de seu iate transoceânico conceitual, movido a energia solar, no último Cannes Yachting Festival. Os visitantes puderam visualizar um modelo virtual em 3D da embarcação, que tem 23,9 metros de comprimento, estrutura de alumínio visando a redução de peso, fundamental para a eficiência energética, e a luz do Sol como fonte primária de energia.

Solar Impact

Com 9,9 metros de largura, o iate conceito da Solar Impact tem um total de 300 metros quadrados de painéis fotovoltaicos. As baterias são totalmente à prova d´água e monitoradas por um sistema de gerenciamento de de energia, que detecta falhas e também gerencia o carregamento e o descarregamento de energia. Há ainda um motor agregado a diesel, que serve de backup e permite que o navio continue operando mesmo em longos períodos nublados.

“A Solar Impact é sinônimo do estado-da-arte da indústria naval no que diz respeito à mecânica de fluidos, tecnologia de alta eficiência energética e sustentabilidade. Nosso iate conceito reduz a emissão de ruídos e também de CO2 e é um importante passo rumo à mobilidade elétrica no setor marítimo.”

Werner Vögeli, fundador da Solar Impact

Este slideshow necessita de JavaScript.

O conceito possui um design futurista e conta com a tecnologia Small Waterplane Area Twin Hull, que promete reduzir em até 90% o balanço a bordo. Dois cascos de flutuação em forma de torpedo que ficam abaixo do nível da água, dão suporte ao navio – que, segundo a Solar Impact, desliza silenciosamente, quase sem balançar, mesmo sobre ondas de vários metros de altura. A velocidade máxima é de pouco mais de 37 km/h e o interior tem acomodações para o pernoite de até 10 pessoas, com um total de 220 metros quadrados de área de convivência.

Leia também:
– O alumínio nas águas
– Pershing 140, primeiro iate em alumínio da Ferretti

Solar Impact mostra conceito de iate movido a energia do Sol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *