23 de janeiro de 2018
Lincoln Navigator e Honda Accord, ambos que fazem uso intensivo de alumínio, vencem Prêmios de Carro e Picape do Ano no Salão de Detroit

Conhecido nos Estados Unidos como o “Oscar” da indústria automobilística, a premiação North American Car, Utility and Truck of The Year Awards (Prêmio Carro, Utilitário e Picape do Ano na América do Norte) revelou os seus vencedores durante o Salão de Detroit, como tradicionalmente acontece. E dois vencedores, o SUV Lincoln Navigator e o sedã Honda Accord, fazem uso intensivo de alumínio em suas estruturas.

O Lincoln Navigator, lançado em meados do ano passado, compartilha a arquitetura da Ford Expedition – ambas lançaram mão de uma carroceria integral em alumínio, seguindo a receita que a Ford implementou em 2014 com a Ford F-150. A nova geração ficou mais de 90 quilos mais leve e consumo, seguindo o padrão EPA (Enviromental Protection Agency – Agência de Proteção Ambiental) de 6,38 km/l em ciclo urbano; 8,5 km/l na estrada.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Já o Honda Accord, cuja décima geração começou a ser vendida há alguns meses, conta com um novo chassi com uso intensivo de alumínio, também presente em braços móveis e no sub-chassi. Dependendo da versão, há uma redução de 49,9 a 79,8 quilos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

É o segundo ano consecutivo em que veículos com uso intensivo de alumínio são eleitos nesta premiação. No Salão de Detroit de 2017, foi a nova Chrysler Pacifica venceu o prêmio de Melhor Utilitário do Ano.

Outros finalistas das três categorias também lançam mão de conteúdo significativo de alumínio em suas estruturas:

  • Picape do ano: Ford Expedition

Nova Ford Expedition

  • Utilitário do ano: Alfa Romeo Stelvio / Honda Odyssey

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • Carro do ano: Toyota Camry

toyota-camry

Para Heidi Brock, CEO da Aluminum Association, a presença de tantos modelos carregados de alumínio na premiação não é surpresa. “O alumínio vai de encontro às demandas dos consumidores, seja em termos de performance, segurança e durabilidade, economia de combustível, autonomia de baterias ou redução de emissões”, disse o executivo. “Esse é o motivo de recentes pesquisas com os fabricantes de automóveis confirmarem que o alumínio é o material que mais ganha espaço e é o líder na tendência multi-material.”

Outros destaques – O alumínio ainda marcou presença na forma de lançamentos no Salão de Detroit de 2018. Além da Chevrolet Silverado, na qual o metal contribuiu em grande medida para a redução superior a 200 quilos, a Dodge Ram também ganhou tampa da caçamba em alumínio, contribuindo para a redução de peso total do veículo.

dodge-ram

Quem também deu fez a estréia no Salão de Detroit foi o novo Mercedes-Benz Classe G.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O utilitário manteve o formato tradicional cheio de ângulos retos, mas incorporou uma série de novas tecnologias, que vão desde faróis em LED, nova transmissão automática de nove marchas, passando por um novo e moderno painel. Mas a maior novidade é uma nova estrutura multi-material, que combina aços de alta resistência e alumínio, que promoveu uma redução superior a 170 quilos.

No Salão de Detroit, alumínio ganha destaque em premiação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *