29 de agosto de 2017
Exemplar de 1969 ficou guardado em um celeiro no Japão por 37 anos e agora será leiloada

Um raro carro da Ferrari, descoberto em um celeiro no Japão, vem atraindo a atenção de muitos entusiastas e colecionadores de todo o mundo. Trata-se de Ferrari 365 GTB4 Daytona 1969 com carroceria em alumínio, que já teve a sua autenticidade comprovada por um especialista da Ferrari e, agora, irá a leilão.

Ferrari 365 GTB4 Daytona

Em 1969, foram produzidos apenas cinco exemplares do modelo com carroceria de alumínio. Em função da leveza, estes eram os carros destinados para as pistas de competição – com interior praticamente sem acabamento e outras medidas para reduzir o peso, como o uso de faróis de plexiglass. No entanto, um dos carros acabou tornando-se um modelo de rua, com interior completo.

Isso é o que torna o modelo único. Ele foi importado para o Japão em 1971 e, em 1979, chegou ao seu atual dono, que manteve o carro guardado em um celeiro – longe dos olhares do mundo. Tanto que, depois de tanto tempo, o modelo era considerado uma lenda urbana. Apesar de sujo, a Ferrari 365 GTB4 Daytona em alumínio está em bom estado – e com a carroceria aparentemente apresentando apenas corrosão superficial, graças às características do metal (leia mais sobre a corrosão no alumínio).

O hodômetro do carro marca 36 390 quilômetros, número considerado preciso pelo especialista da Ferrari que avaliou o veículo. O carro será leiloado pela RM Sotheby´s, que espera vendê-lo por um lance entre 1,4 e 1,7 milhões de euros.

Raridade: Ferrari 365 GTB/4 Daytona de rua em alumínio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *