15 de setembro de 2017
Utilitário-esportivo de luxo amplia utilização de componentes em alumínio e perde quase 65 quilos

O Porsche Cayenne entrou oficialmente em sua terceira geração. Inteiramente novo, o utilitário-esportivo de luxo passa a adotar a plataforma MLB do Grupo Volkswagen – já presente no seu irmão menor, Macan, e em SUVs da Audi. Praticamente todos os painéis externos são de alumínio, assim como boa parte do assoalho, da seção frontal e praticamente todos os componentes do chassi. Dessa forma, houve uma redução significativa de peso.

Porsche Cayenne 2019

De acordo com a Porsche, a plataforma multi-material permitiu uma redução de 64,8 quilos em relação à segunda geração – de 2040 para 1985 quilos. Isso apesar do aumento no número de itens de série – o que, consequentemente, aumenta o número de sistemas e componentes. Ainda no que diz respeito à redução de peso, destaque para uma nova bateria de arranque de polímeros de íons de lítio, dez quilos mais leve que o componente da geração anterior.

O modelo manteve o mesmo entre-eixos (2,895 m), mas seu comprimento aumentou 6,3 cm (passando a 4,918 m) – o ganho foi repassado para o compartimento de carga, que ganhou 100 litros, totalizando 770 l. E se houve uma renovação completa no que diz respeito à plataforma, as mudanças no design foram relativamente conservadoras e são uma evolução da segunda geração, mantendo a mesma identidade básica.

O Porsche Cayenne 2019 manteve o V6 turbo da geração anterior, mas as duas versões foram retrabalhadas pela engenharia, que melhorou o seu desempenho. Ambas trabalham acopladas a uma caixa de câmbio Tiptronic S de oito velocidades. A versão de entrada usa um propulsor de 340 cavalos, que o leva a acelerar de 0 a 100 km/h em 5,9 segundos. Em relação à geração anterior, são 40 cavalos a mais e 1,4 segundo a menos na prova de aceleração. Já o Cayenne S lança mão de um V6 com dois turbos, que entrega 440 cavalos (20 cv adicionais) e acelera de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos.

Porsche Cayenne 2019

Outra novidade apresentada na terceira geração do SUV é o fato de que, agora, o Porsche Cayenne usa pneus com medidas maiores no eixo traseiro – como acontece com o esportivo 911 e que melhora a condução dinâmica. Além disso, o modelo também estreia o eixo traseiro direcional, o que facilita a vida do motorista nas manobras de estacionamento.

No quesito segurança, o Cayenne agora traz tração ativa nas quatro rodas, sistema eletrônico de estabilização de rolagem (Porsche Dynamic Chassi Control) e estreia novos discos de freio com revestimento de carboneto de tungstênio, o que aumenta o coeficiente de atrito e reduz o desgaste do sistema. Há, ainda, sistemas de assistência de visão noturna, manutenção de faixa de rolamento, estacionamento e visão do entorno.

Porsche Cayenne 2019

Já a suspensão pneumática adaptativa opcional traz uma nova tecnologia com três câmaras, que aumenta a margem de ajuste entre um comportamento firme e esportivo e um rodar suave e confortável – além de permitir aumentar a distância livre da carroceria até o solo para transpor terrenos irregulares.

Porsche Cayenne 2019

A nova geração do Porsche Cayenne também estreia o Porsche Advanced Cockpit, um novo conceito de display que utiliza tela sensível ao toque de 12,3 polegadas full-HD e a última geração do Porsche Communication Management. Com ele, as funções de entretenimento, climatização e ajustes do veículo são feitas de forma intuitiva, incluindo controle por voz.

A terceira geração do Porsche Cayenne começa a ser vendida em 2018, já como modelo 2019. No Brasil, a previsão é que as primeiras unidades cheguem no começo do segundo semestre de 2018.

Inteiramente novo, Porsche Cayenne chega à terceira geração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *