26 de fevereiro de 2019
Método de compactação por choque pode ajudar a produzir novas ligas de aplicação naval

Por Marcio Ishikawa |

Uma equipe de pesquisadores russos e ingleses conseguiu adicionar pó de diamante, cristais do material em escala nanométrica, no alumínio fundido. O processo pode servir de base para a criação de novas ligas de alumínio, destinadas principalmente para aplicação na indústria naval – que mas também pode ser empregado nas indústrias automobilística e aeroespacial.

Pó de diamante
imagem: Wikimedia

O processo foi realizado no BCAST – Brunel Center for Advanced Solidification Technology (Centro Avançado de Tecnologia de Solidificação de Brunel), divisão da Brunel University, da Inglaterra. Foi um experimento realizado em conjunto com o High-Energy and Special Materials Research Laboratory (Laboratório de Pesquisa de Alta Energia e Materiais Especiais), da Tomsk State University, da Rússia, que trabalha em um projeto de desenvolvimento de novos materiais para o transporte marítimo.

A adição do pó de diamante foi realizada com o método de compactação por ondas de choque, patenteado pela Tomsky. De acordo com os pesquisadores, o resultado foi uma liga homogênea de alta qualidade, sem porosidade ou imperfeições – e a introdução das nanopartículas de diamante, ainda, não degradou as qualidades da liga inicial. Até então, jamais havia-se sintetizado ligas com nanodiamantes.

Segundo um dos participantes do estudo, o mestrando Nikolai Kakhidze, o experimento para a introdução e distribuição de nanopartículas na liga de alumínio foi realizada visando o entendimento sobre as formas de aumentar as características mecânicas das ligas durante o processo tecnológico (ductilidade e soldabilidade) e de operação (resistência à corrosão), mantendo a mesma qualidade da liga inicial.

Leia também:
– BCAST anuncia novas ligas de alta resistência
– Consórcio britânico desenvolverá processo Hot Form Quench
– Audi usará Inteligência Artificial na inspeção de chapas

Pesquisadores adicionam pó de diamante em liga de alumínio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *