8 de agosto de 2018
Desenvolvida pela russa Rusal, ela tem custo inferior e mantém as propriedades das ligas disponíveis atualmente

Por Marcio Ishikawa |

A Rusal, gigante russa do alumínio, anunciou que iniciou os testes industriais com uma nova liga de alumínio-escândio. Ela foi especialmente desenvolvida para atender às demandas da indústria naval e, segundo a empresa, será bem mais acessível que as ligas semelhantes que estão atualmente existentes. Isso se deve ao fato dela utilizar apenas um terço do escândio que as concorrentes do mercado – elemento que aumenta o seu custo.

imagem: Wikimedia - autor: Alchemist-hp
imagem: Wikimedia – autor: Alchemist-hp

O mix de alumínio e escândio ainda recebe adição de magnésio e deve oferecer o mesmo nível de performance no que diz respeito aos níveis de resistência, soldabilidade e resistência à corrosão – embora a Rusal não tenha divulgado nenhum dado a respeito. A nova liga de alumínio-escândio é fruto de um projeto desenvolvido em conjunto com o Instituto de Materiais Leves e Tecnologia da Rússia, que consumiu quatro anos de trabalho e demandou investimentos na casa de 157 milhões de dólares.

Apesar de ainda estar na fase de testes, a Rusal informa que já entrou com o pedido de certificação da liga- e que, uma vez emitido, permitirá o início da produção em massa e a sua comercialização. A previsão da empresa é que isso aconteça já no início do ano que vem.

A nova liga de alumínio-escândio está sendo alvo de outros estudos, que também são realizados em parceria com o Instituto de Materiais Leves, visando a sua utilização na manufatura aditiva. A pesquisa, que parte de uma liga com mix que tem cerca de 2,5 vezes menos escândio que as ligas atualmente disponíveis, para a qual está sendo desenvolvido um processo de impressão 3D.

Leia também:
– O alumínio nas águas
– Nova liga ACMZ pode melhorar a eficiência energética
– Nova liga de alumínio-cério tem potencial automobilístico
– Impressão 3D e o alumínio

Nova liga de alumínio-escândio para aplicações navais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *