9 de janeiro de 2018
Icônico utilitário-esportivo ficou 90 quilos mais leve e mantém sua alta capacidade fora-de-estrada

A nova geração do Jeep Wrangler acaba de chegar às ruas da América do Norte, depois de ser uma das principais estrelas do Salão de Los Angeles. O utilitário-esportivo manteve o design fiel às origens, remetendo ao Willys desenvolvido durante a Segunda Guerra Mundial, mas com a adoção de várias partes em alumínio, ficou 90 quilos mais leve que a geração anterior. Agora, dependendo da versão, o modelo pesa entre 1800 kg e 2020 kg.

Jeep Wrangler

A maior parte dos painéis de fechamento é feito de alumínio de alta resistência, incluindo portas, dobradiças, capô, paralamas, moldura do parabrisas. A tampa traseira é feita de magnésio, enquanto o chassi, que continua separado da carroceria, faz uso de aços de alta resistência. O design do Jeep Wrangler manteve o estilo quadrado, mas há pequenos aprimoramentos aerodinâmicos – como cantos arredondados, para-brisa ligeiramente inclinado e grade frontal um pouco abaulada -, que conferem um visual mais arrojado.

O modelo, que será produzido na planta de Toledo, no estado americano de Ohio, será vendido nas versões Sport, Sport S e Rubicon, com carroceria duas portas, além da versão Sahara, com quatro portas. Todas as versões do novo Jeep Wrangler detém o selo “Trail Rated”, certificação que atesta uma elevada capacidade fora-de-estrada graças à caixa de transferência de duas velocidades (Selec-Trac), aos sistemas de tração 4×4 (Rock-Trac na Rubicon e Command-Trac nas demais), com gerenciamento de torque em tempo integral. Como opcional, é possível equipar o Wrangler com um diferencial traseiro de deslizamento limitado.

Além disso, o novo Jeep Wrangler possui ótimos ângulos de ataque (44º de entrada, 37º de saída e 27,8º de rampa), além de 27,7 cm de distância da carroceria em relação ao solo, capacidad de submersão de até 76 cm. Ele conta com ganchos de reboque dianteiros e traseiros e sua capacidade de reboque é de mais de 1,5 tonelada. Há, ainda, placas de proteção sob a carroceria.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O alumínio ainda está presente debaixo do capô, uma vez que todas as opções utilizam bloco e cabeçote feitos do metal. O novo motor de dois litros e quatro cilindros em linha, a gasolina, com injeção direta de combustível e turbo de fluxo duplo, entrega 270 cavalos de potência e 40 kgfm de torque. O modelo ainda manteve a opção opção 3.6 V6 Pentastar, que oferece 285 cavalos e 36 kgmf de torque, associado a uma transmissão manual de seis velocidades. A partir de 2019 estará disponível o motor EcoDiesel V6, com 260 cavalos de potência.

Todas as versões do Jeep Wrangler 2018 estão disponíveis, de série, com a nova transmissão manual de seis marchas. Há, ainda, como opcional, a transmissão automática de oito velocidade.

No Brasil, o novo Jeep Wrangler será vendido a partir do segundo semestre deste ano.

Novo Jeep Wrangler amplia uso de alumínio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *