15 de agosto de 2018
Segundo reportagem do Automotive Business, fabricante avalia que mercado deve se abrir em breve para propulsões alternativas

Por Marcio Ishikawa|

A Cummins já está oferecendo o seu powertrain elétrico para ônibus para potenciais clientes no mercado brasileiro. É o que revela reportagem do site Automotive Business, publicada no último dia 13 de agosto, afirmando que a fabricante avalia que incentivos e novas regras de licitação devem abrir o mercado para as propulsões alternativas.

Cummins

A reportagem cita Luis Pasquotto, presidente da Cummins no Brasil. “Licitações que estão no horizonte incentivam a eletrificação das frotas de ônibus em grandes cidades brasileiras, como São Paulo. Por isso há uma chance de abrir esse mercado e estamos conversando com alguns interessados.”

A Cummins já fechou contrato para fornecer o powertrain elétrico para a Gillig, fabricante de ônibus americana, com um pacote de baterias que oferece autonomia para cerca de 320 quilômetros.

Ao Automotive Business, o diretor executivo de engenharia da Cummins, Adriano Richi, afirmou que, para o Brasil, a ideia é oferecer, em um segundo momento, a opção de um extensor de autonomia – um pequeno motor a combustão apenas para alimentar as baterias, sem tracionar o veículo.

A aposta da Cummins, no entanto, não é a primeira do mercado. A chinesa BYD monta ônibus elétricos desde 2015 em sua planta em Campinas (SP), conforme reportagem do Aluauto.

Leia também:
– Elétricos: ônibus terão crescimento mais rápido que automóveis

Cummins inicia oferta de powertrain elétrico para ônibus no Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *