5 de janeiro de 2018
Projeto RACEForm busca dar escalabilidade econômica para o processo criado pela Impression Technologies

A Universidade Brunel London, localizada na capital britânica, anunciou que o projeto projeto RACEForm (Rapid Aluminium Cost-Effective Forming) receberá uma concessão de 12,9 milhões de dólares da APC (Advanced Propulsion Centre), agência britânica criada para fomentar o desenvolvimento de novas tecnologias da mobilidade. Brunel, através de seu instituto BCAST (Brunel Centre for Advanced Solidification Technology), é parte de um consórcio que trabalha, agora, para conferir escalabilidade e realizar a validação da tecnologia utilizada no processo chamado Hot Form Quench – HFQ.

Hot Form Quench

O objetivo final é do projeto é encontrar um modelo que permita a produção de produtos estampados de ligas de alumínio de alta resistência em grandes volumes. “O processo Hot Form Quench envolve a moldagem de uma chapa de alumínio aquecida e seu arrefecimento enquanto ela é estampada”, explica o Roger Darlington, Diretor de Tecnologia do BCAST.

Ainda segundo Darlington, um dos maiores benefícios da nova tecnologia Hot Form Quench é o potencial para produzir peças estampadas de design complexo usando ligas de alumínio de alta resistência. A tecnologia também permite eliminar a necessidade de componentes de mola durante o processo de estampagem, além de abrir novas oportunidades de desenho das peças para designers de veículos e engenheiros – como, por exemplo, pilares estruturais mais finos.

O projeto ainda prevê o desenvolvimento de métodos para ampliar a utilização de alumínio reciclado provenientes, principalmente, de sucata automotiva de veículos em final de ciclo de vida.

O consórcio que desenvolve o projeto é liderado pela Impression Technologies, idealizadora do processo HFQ, e formado, além do BCAST, pela Gestamp Washington, Innoval Technology e o Imperial College London. Segundo o comunicado de Brunel, o consórcio trabalhará em parceria com uma fabricante inglesa de automóveis (que, embora não seja mencionado oficialmente, deve ser a Jaguar Land Rover, já envolvida em outros projetos com Brunel) e uma fabricante de chapas de alumínio.

“Estamos muito satisfeitos que a APC escolheu apoiar o desenvolvimento de nossa tecnologia HFQ e também por trabalhar com os outros membros do consórcio e os parceiros da indústria automobilística e do alumínio”, disse Jonathan Watkins, CEO da Impression Technologies.

Consórcio britânico desenvolverá processo Hot Form Quench

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *