23 de novembro de 2016
Redução de peso na nova geração do sedã alemão é superior a 100 kg

Por Marcio Ishikawa |

O novo BMW Série 5 chegará às ruas europeias em fevereiro de 2017, mas a marca alemã já revelou diversas informações sobre o sedã, rival direto de Mercedes-Benz Classe E (lançado este ano e que já chegou ao Brasil e esteve no Salão do Automóvel de São Paulo) e Audi A6. Uma das principais novidades é o fato de que ele será mais de 100 quilos mais leve que o antecessor, graças ao uso intensivo de alumínio e também a uma combinação de magnésio e aços de alta resistência.

A geração anterior do BMW Série 5 já fazia uso de alumínio, usado nos para-lamas, portas e teto. O novo modelo ainda terá todo o porta-malas produzido com o metal leve – por exemplo, apenas na tampa, serão “economizados” cerca de quatro quilos –, que agora também estará presente em peças como as travessas de suporte do motor e travessas laterais traseiras do chassi.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A marca revelou que as mudanças no novo chassi também trouxeram melhorias na distribuição de peso e na redução do centro de gravidade, além de incrementar a rigidez torsional do veículo. Por consequência, a dinâmica e dirigibilidade do sedã também teriam melhorado.

A empresa bávara também revelou novidades nos processos de produção, como por exemplo corte dos painéis com técnicas a laser. Além disso, ainda segundo a BMW, a combinação multi-material da carroceria, que usa ligas de alumínio, aço quente estampado e aços de alta-resistência de várias categorias, provou-se a melhor combinação para uma elevada segurança passiva e redução máxima de peso.

O BMW Série 5 também está maior em todas as medidas (4,94 de comprimento; 1,87 de largura; 1,48 de altura; 2,98 de entre-eixos), com ganhos principalmente no espaço interno para os passageiros e também na capacidade do porta-malas. Assim como aconteceu com o Mercedes-Classe E, o sedã ganhará uma série de sistemas semiautônomos (o mais próximo possível legalmente de um carro autônomo), como controle de manutenção de faixa e direção a até 210 km/h, sistemas de auxílio em manobras evasivas e de alertas de cruzamentos, sinalização e de contra-mão.

Na Europa, o BMW Série 5 será vendido com cinco opções de motorização: duas a gasolina e duas a diesel, além de uma quinta opção híbrida – que irá estrear a nomenclatura “iPerformance”.

BMW Série 5 amplia uso de alumínio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *